Isaías 43.10: Vós sois minhas Testemunhas. Será?

Isaías 43.10: Vós sois minhas Testemunhas. Será?

“Vós sois as minhas testemunhas’, é a pronunciação de Jeová… ’’ (Isaías 43:10)

Este versículo bíblico é muito usado pelos adeptos da organização Torre de Vigia, em especial para dar uma base ao seu nome distintivo: Testemunhas de Jeová! A vasta maioria delas se orgulha desse nome! E a encaram como o ‘’maior privilégio’’ que existe, ‘’o melhor modo de vida’’, entre muitas coisas positivas.

Quando examinamos as publicações da organização a respeito desse assunto só vemos afirmações magníficas!

A Sentinela 15 de julho de 1995 p. 19

Um novo nome

14 Em 1931, um lampejo forte de verdade revelou a esses Estudantes da Bíblia um nome bíblico apropriado. Os do povo de Jeová tinham entendido que não podiam aceitar nenhum dos apelidos que outros lhes deram, tais como russelitas, auroristas do milênio e “anti infernistas”. Mas, começaram também a reconhecer que o nome que haviam adotado — Estudantes Internacionais da Bíblia — não era adequado. Eles eram muito mais do que apenas estudantes da Bíblia. Além disso, havia muitos outros que estudavam a Bíblia, mas que não tinham nada em comum com os Estudantes da Bíblia.

15 Como vieram a ter os Estudantes da Bíblia um novo nome? Durante anos, A Sentinela tinha destacado o nome de Jeová. Portanto, era bem apropriado que os Estudantes da Bíblia adotassem o nome encontrado em Isaías 43:10: “‘Vós sois as minhas testemunhas’, é a pronunciação de Jeová,‘sim, meu servo a quem escolhi, para que saibais e tenhais fé em mim, e para que entendais que eu sou o Mesmo. Antes de mim não foi formado nenhum Deus e depois de mim continuou a não haver nenhum’.”

Aqui é afirmado enfaticamente que Isaías 43:10 se aplica as Testemunhas de Jeová modernas de hoje. E diz também isso é um lampejo de luz da verdade que apareceu, em outras palavras veio de Jeová. No entanto, Charles Taze Russel dizia que ninguém dentre eles deveriam ser chamado por algum nome especifico, mas apenas Estudantes da Bíblia. Acha que foi falta de respeito do segundo presidente da Sociedade Torre de Vigia, J.F. Rutherford, para com Russel? Nossa primeira impressão sim, mas a questão é que após a morte de Russel, o grupo de dividiu, muitos eram chamados de Russelitas, e os que seguiam Rutherford eram Ruthefordistas. Ai provavelmente Rutherford não queriam que as coisas fossem assim, e acabou adotando um novo nome ao grupo associado à Torre de Vigia.

Veja só como um companheiro achegado de Rutherford, A.H. Macmillan, descreveu o que ele tinha em mente quando adotou o nome Testemunhas de Jeová:

Anuário das Testemunhas de Jeová 1976 p. 151

“Com efeito, creio que foi o Deus Todo-poderoso que nos levou a isso, pois o irmão Rutherford mesmo me dissera que acordara, certa noite, quando se preparava para esse congresso e disse: ‘Por que será que fui sugerir um congresso internacional quando não tenho nenhum discurso ou mensagem especial para eles? Por que trazê-los todos para cá?’ Então, começou a pensar sobre isso, e Isaías 43 lhe veio à mente. Levantou-se às duas da madrugada e escreveu, em taquigrafia, na sua própria escrivaninha, um esboço do discurso que iria proferir sobre o Reino, a esperança do mundo e sobre o novo nome. E tudo que foi proferido por ele naquela ocasião foi preparado naquela noite, ou naquela madrugada, às duas horas. E não [há] dúvida alguma em minha mente — nem naquele tempo nem agora — que o Senhor o guiou nisso, e que é o nome que Jeová deseja que levemos e estamos felicíssimos e contentíssimos de tê-lo.”

O que notamos aqui? Segundo A.H Macmillan foi Jeová quem os levou a isso. Ainda também diz que Rutherford numa certa noite dizia que não tinha nada de especial para dar as pessoas. Pensou em Isaías 43, e as duas da madrugada preparou o discurso. Pelo que notamos atentamente, Rutherford criou o nome Testemunhas de Jeová por que não tinha nada pra fazer. E o mais intrigante de tudo é que A.H Macmillan afirma que o Senhor o guiou nisso tudo. Mas será que é isso mesmo? Vejamos!

O texto de Isaías 43 esta falando da nação de Israel, quando Yahweh disse: ‘vós sois as minhas testemunhas’, ele estava se referindo ao povo israelita. Até a organização Torre de Vigia concorda com isso.

Testemunhas de Jeová Proclamadores do Reino de Deus cap. 1 p. 18

Jeová tornou clara à nação de Israel a responsabilidade que esta tinha na solução da questão: quem é o verdadeiro Deus? Ele disse: “Vós sois as minhas testemunhas . . . sim, meu servo a quem escolhi, para que saibais e tenhais fé em mim, e para que entendais que eu sou o Mesmo. Antes de mim não foi formado nenhum Deus e depois de mim continuou a não haver nenhum. Eu é que sou Jeová, e além de mim não há salvador. Eu mesmo o comuniquei, e salvei, e fiz que fosse ouvido, quando entre vós não havia nenhum deus estranho. Portanto, vós sois as minhas testemunhas . . . e eu sou Deus.” — Isa. 43:10-12.

Portanto, Israel, o povo de Jeová, constituía uma nação de testemunhas. Podiam afirmar enfaticamente a legitimidade e dignidade da soberania de Jeová. Com base em suas experiências passadas, podiam proclamar com convicção que Jeová é o Grande Libertador de seu povo e o Deus da profecia verdadeira.

Notaram? Jeová se referiu a Israel no texto de Isaías 43. Então como a Torre de Vigia aplica essas palavras aos seus membros? E por que eles dizem que foi Deus quem os guiou nisso? Bem no inicio da citação acima, eu grifei a parte em que vinha uma questão: ‘’Quem é o verdadeiro Deus?’’ Esse é o ponto chave para entendermos o texto de Isaías 43. Vamos examinar todo o contexto e ver por que Yahweh estava se referindo a Israel, e por que ele os chamou de Testemunhas:

  • (Isaías 43:1) . . . E agora, assim disse Jeová, teu Criador, ó Jacó, e teu Formador, ó Israel: “Não tenhas medo, porque eu te resgatei. Eu [te] chamei pelo teu nome. Tu és meu.

Aqui deixa claro que Deus estava falando com Israel.

  • (Isaías 43:3) . . .Porque eu sou Jeová, teu Deus, o Santo de Israel, teu Salvador. Dei o Egito como resgate por ti, a Etiópia e Sebá, em lugar de ti.
  • Jeová estava relembrando ao povo que foi ele quem os tirou da escravidão do Egito.
  • (Isaías 43:5) . . .“Não tenhas medo, porque eu estou contigo. Do nascente trarei a tua descendência e do poente te reunirei.
  • Deus estava de novo relembrando ao povo a grande proteção da parte dele em sua jornada a terra prometida.
  • (Isaías 43:8) . . .“Faze sair um povo cego, embora existam os próprios olhos, e os surdos, embora tenham ouvidos.
  • Aqui Deus chama seu povo de ‘povo cego e surdo’. Ou seja, ele esta indignado com Israel.
  • (Isaías 43:10, 11) . . .“Vós sois as minhas testemunhas”, é a pronunciação de Jeová, “sim, meu servo a quem escolhi, para que saibais e tenhais fé em mim, e para que entendais que eu sou o Mesmo. Antes de mim não foi formado nenhum Deus e depois de mim continuou a não haver nenhum. 11 Eu é que sou Jeová, e além de mim não há salvador.”

Aqui o tão recorrido versículo 10, mostra que Deus chama o povo de Israel de suas testemunhas, e acrescenta ainda que só ele é Deus, antes dele não havia outro e nem depois. Por que ele disse isso? Vamos examinar!

  • (Isaías 43:14) . . .Assim disse Jeová, o vosso Resgatador, o Santo de Israel: “Por vossa causa vou enviar [alguém] a Babilônia e fazer descer as grades das prisões e os caldeus nos navios com clamores lamuriantes da sua parte.
  • Aqui Jeová diz que Israel seria levado cativo para Babilônia, por quê? Todos nós sabemos que Israel foi castigado por causa de sua idolatria, entendeu agora por que ele disse nos versículo 10-11 que só ele era Deus e que não havia outro? Por que Israel estava cometendo idolatria, e Deus os estava advertindo quanto a isso.
  • (Isaías 43:18, 22) . . .“Não vos lembreis das primeiras coisas e não deis consideração às coisas anteriores… “Mas tu não me invocaste, ó Jacó, porque te fatigaste de mim, ó Israel.  

Aqui Deus mostra a sua tristeza quanto a tudo aquilo que ele fez por Israel, e o povo não deu a mínima consideração ao que ele tinha feito, podemos assim imaginar o quanto Yahweh estava triste e indignado com o povo!

  • (Isaías 43:25-28) . . . Eu é que sou Aquele que oblitera as tuas transgressões por minha própria causa, e não me lembrarei dos teus pecados. 26 Faze-me lembrar; entremos juntamente em julgamento; narra o teu próprio relato disso para que tenhas razão. 27 Teu próprio pai, o primeiro, pecou, e teus próprios porta-vozes transgrediram contra mim. 28 Portanto, profanarei os príncipes do lugar santo e vou entregar Jacó como homem devotado à destruição, e Israel, a palavras de injúria.

Aqui ele conclui falando das transgressões cometidas pelo seu povo escolhido e que não iria mais tolerar tal atitude entre eles, por permitir sua destruição.

Então amigos, o que vemos aqui mostra que quando Deus chamou o povo de Israel de suas testemunhas, ele não estava os elogiando, e muito menos profetizando um povo no futuro. Os israelitas foram chamados de testemunhas, por que eles testemunharam tudo que Deus fez por eles, a saber, a libertação do Egito, a conquista da terra prometida, os tratos dele com o povo, enfim, tudo isso Israel testemunhou, mas por desobedecer às leis de Deus, ele na sua ira os chamou de ‘’povo cego’’, os advertiu por causa da idolatria de que não ‘’havia outro Deus além dele’’, que ‘’iria permitir que Babilônia os destruísse’’, e que são um povo mal agradecido que não ‘’deram consideração’’ ao que Deus tinha feito.

Portanto, quando Rutherford pegou Isaías 43:10 aplicando a si mesmo, podem ter certeza que ele ignorou o contexto! Por que quem é que vai ter orgulho de ser chamado de testemunha e aplica Isaías 43:10 a si, mas se observar o contexto verá que Deus estava era indignado com suas testemunhas, quem vai dizer que isso é um elogio? É claro que quando levamos o santo nome de Deus conosco, nos orgulhamos. Mas é bom tomar cuidado com certos textos aplicados de forma isolada, como é o caso de Isaías 43:10. Então amigos, aqui eu deixo um pequeno incentivo pra você, principalmente se uma Testemunha de Jeová estiver lendo isso, não pense que isso é um ataque a sua fé, mas uma consideração válida por que se trata de aplicar textos bíblicos. Então, antes de aplicar algum versículo, não ignore o contexto, leia em pormenor o que realmente o texto esta tratando, para que assim você não crie nenhuma heresia boba e tola!

Fonte: José Gomes do site seguindoaspegadasdaverdade.wordpress.com em 20/11/205

Comentar
Categories: As Testemunhas de Jeová